quinta-feira, outubro 16, 2008

Sublime

há horas que o desejo se
basta nisso que
a lentidão dum respiro

sentado domino em inocente o espaço


vivo eterno meio-dia
e que chova sobre meu mar.

4 comentários:

Anônimo disse...

...sou a chuva...

Anônimo disse...

eu tb...
hauahua
zuera, sou não!

Anônimo disse...

Olá Assis, ando acompanhando seu blog e cada dia gostando mais cara! Parabens. Abração. André Jotha - Cabo Frio

na fortaleza furta cor disse...

vendo a chuva da praia pra depois mergulhar!