domingo, abril 02, 2006

_O_Curso_da_Dor_

Escuta meu problema!
Escuta: Se fecho os olhos eu consigo ver, passear pela geografia do teu rosto, do teu corpo, do teu corpo nu, dos teus arrepios. As imagens, fotografias do seu jeito de ser.
Escuta: Se eu fecho os olhos eu sei sentir o cheiro, o teu cheiro exalado do amor, do sexo, do banho. Escuta?
Escuta meu problema: Se fecho os olhos posso sentir todos os gostos, nossos gostos.

Solta! solta! solta!
Como é que solta?
A cada entardecer me apaixono por ti novamente.

Solto. Começo. Vai despregando como quando a carne rasga e separa a fibra da fibra da pele da veia do líquido do calor da cor e cai abrindo um espaço no vermelho rugoso. Estranho, porquê se fecho os olhos, ainda eu...
Desprega de um e prega em outro. Antes um agora... é o curso normal?

A cada entardecer me apaixono por outros "ti" novamente.
Domínio? Difícil, muito difícil, por que se fecho os olhos, as lembranças.
Mas vai despregando...soltando...doendo...caindo...mas é preciso guardá-las...aonde elas caem?
Escuta meu problema: Até quando é preciso ter lembranças? Até quando sou capaz de ir guardando, JOGANDO FORA DENTRO DE MIM, os momentos, os tempos. E são tantos, tantas, todos. São lembranças demais, já disse, pessoas demais. Eu nisso tudo: de menos.
Escuta meu problema: Preciso ser uma lembrança só. É que passa rápido demais e não consigo acostumar com os eus tão diferentes dessas várias recordações.

Mas vai despregando...soltando...doendo...caindo...e dói mesmo...e vai pregando novamente...
............................
............................
............................

2 comentários:

Thell Guerson disse...

Coisa linda Assis.
Não quero mais me desfazer das minhas lembranças, somente guardá-las em um lugar que não me machuque. Me fez ver que são a minha história, que muda, mas que, nem por isso, deixa de ser minha e verdadeira, porém mutável. Asimm como eu, é minha história: re-vista a cada novo ponto de vida.
Obrigado por esse alerta.

flávio w. disse...

ai meu deus! esses comentários desse thell guerson são "ótimos"
Prabéns!