sexta-feira, abril 14, 2006

.....................................

E se eu dissesse que te amo, hein? E se eu soltasse o verbo e nem pensasse nas palavras, no que elas fazem com o outro; então eu me esqueceria que uma dia tudo acaba e entregaria todos meus sentimentos, minhas armas; e então? será que seria o primeiro passo para que você me achasse imaturo e começasse a me querer só como um amigo?mas e se eu tentasse colocar dentro da sua cabeça que é tudo verdade e você pode me amar o mesmo tanto! e se me dissessem que no amor não há igualdade?
Não tem problemas, eu diria que eu sei, mas que sempre gosto de testar.
e então?

5 comentários:

Thell Guerson disse...

Flexas atiradas, oportudinades perdidas e palavras proferidas não voltam jamais. Pensar na repercussão de nossas palavras no outro é o primeiro passo para não nos tornamos inconseqüêntes e levianos.
Dizer o primeiro eu te amo é sempre complicado. Incerto. Mas sempre o fazemos em uma tentativa que desta vez não acabe.
Também me disseram que não há igualdade no amor. Mas eu não acredito. Continuarei testando e me entregando até quem sabe, um dia, conquistar aquelas duas cadeiras de balanço, lado-a-lado, na sala de estar.

? disse...

É mesmo uma pergunta?

Redd disse...

sabe duma coisa???

eu acho q to reconhecendo esse tanto de "E se..." kkkk

mario angelo disse...

"e se..."
"sí" é foda. mas foda é bom hehehe
que tosco... eu sou tosco.
e se eu não fosse tosco?
talvez você não me amasse.
e se você não me amasse?
eu não seria tão seguro quanto sou

(tem um alucinógeno sobrando aí?)

brilhe

Anônimo disse...

poxa, como eu já quis mil vezes te dizer um monte de coisas assim, sem pensar, só pra desabafar tudo...