quinta-feira, junho 14, 2007

Posição

Trocar de lugar é ranger os dentes como quando a chave da ignição. Uma duas três tentativas e intacto o espaço. Que é meu.

Morder uma flor é ranger. e o suco que escorre. ouvir uma nota contínua, outro dia vi um beija-flor semi morto e sobre minhas mãos seu coraçãosículo impulsionava__até que o peito inchasse um grão diar contínuo e fim.

Esqueci o que me trouxe a escrever e digo outras coisas para que não a espera.
A surpresa. Devo anotar minhas idéias: acho que lembro: uma fricção gostosa: um atravessar como quando a chave d´ignição: um preguiça d´utilizar as vogais ou sílabas.
Um langor.

O ponto zero da respiração me desperta curiosidade: é que o espaço intacto, mera questão d´ângulo.

De lugar.

3 comentários:

Arnaldo Sobrinho disse...

Ah, mon chèr...as palavras são a mais pura falta de respir-açaõ...Lindo texto!

A Antimusa disse...

As palvras, sob sua regência, estão lindas. Mas é sempre assim,quando é.

na fortaleza furta-cor disse...

sur le sang e sur la peau